domingo, 21 de junho de 2009

Uma Música, Um Momento


(Este Post faz parte da blogagem colectiva Minha Música, Meu Momento)

Estávamos em 1974, 1975. Eu tinha toda a irreverência e ânsia de descoberta e autonomia de uma adolescente, levedada pelas ondas de liberdade que a Revolução dos Cravos tinha trazido a Portugal. Mergulhava na música com fervor, como se mergulha em tudo quando se tem 15 anos. Tinha uma boa relação com os meus pais que, tenho de o dizer, sempre tiveram uma santa paciência para me aturar. Mas, à minha ânsia de “outra coisa”, eles respondiam com o seu saber de experiência feito, que me parecia tremendamente castrador para as minhas asas que se abriam! Havia uma música que espelhava este conflito de gerações, tão eterno como o próprio fluir das gerações: “Father and Son” do Cat Stevens. Ainda hoje, por vezes, me lembro de passos desta canção, porque hoje sou eu que sou mãe de adolescentes!

Eu adorava o Cat Stevens, sabia todas as músicas de cor e tive um grande desgosto (como só se tem na adolescência!) quando ele abandonou a carreira e se converteu ao islamismo. Este vídeo, recorda o “Father and Son” e o Cat Stevens tal qual eu me lembro dele. Exactamente como estava no poster que eu tinha no meu quarto e que olhava, embevecida, até adormecer.

15 comentários:

  1. Linda história!
    Obrigada por dividir suas experiências conosco, ainda mais quando vem recheada com experiência e sabedoria.
    Confesso que não conhecia esta música, mas é linda!
    Grande beijo!

    ResponderEliminar
  2. Mas o Cat Stevens, mesmo sendo agora Yusuf Islam, continua com a sua voz que nós tão bem conhecemos (tirando o facto da idade, claro). Há tempos vi-o num programa americano, precisamente a cantar "Father and Son", também uma das minhas preferidas. Que maravilha.
    Mas nós até temos muitas músicas em comum, lembras-te?
    Bjokas

    Romicas

    ResponderEliminar
  3. Minha querida, quer saber uma coisa? Adoro Cat, cantava e tocava no violão muitas músicas dele, foi uma época e tanto na minha vida também! Muito linda, linda a sua história.

    Um beijo , CON e muito obrigada por ir no meu blog

    ResponderEliminar
  4. Eu tenho essa música no meu imaginário coletivo há algum tempo, mas realmente não me lembrava dessa forma dela. Aqui, do outro lado do oceano, agradeço pela visita e por compartilhar conosco esse seu momento tão marcante. Passei pelo mesmo não faz muito tempo... hehehe

    Há braços
    Paulo

    ResponderEliminar
  5. Excelente escolha da música, e relembrar Cat Stevens é muiiiito boooooom!!! Valeu e obrigada pela partilha!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  6. Amigos
    Obrigada pela visita e pelas vossas palavras.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Olá, vim retribuir a visita!
    Engraçado, a adolescência é um período mágico em nossas vidas, mesmo com todas as limitações relacionadas à idade, é a fase mais gostosa(assim como a infância),em que realmente aproveitamos cada momento sem preocupações e nos sentimos verdadeiramente livres!

    ResponderEliminar
  8. Saudade mesmo do Cat Stevens! Gostoso poder assistir ao vídeo e ouvi-lo de novo!! Obrigada pela oportunidade! Um abraço!

    ResponderEliminar
  9. Amiga Teresa:

    Só hoje pude vir espreitar o teu post! A minha net estáva péssima para visitar todos os participantes desta blogagem...

    Mas cá estou, como prometido. A música é linda! Nessa altura que te apaixonavas por esta música estava eu a nascer...(76) mas é uma música intemporal para todas as gerações.
    Bjs Susana

    ResponderEliminar
  10. Teresa, uma linda história e uma linda cancao.

    Uma linda semana prá você.

    Abracos

    ResponderEliminar
  11. Tereza, esta música é linda. Fazia muito tempo que eu não ouvia Cat Stevens. Fico grato por esta oportunidade que me deste e também por tua visita ter me trazido a conhecer seu blog.

    ResponderEliminar
  12. Que linda historia Tereza! Sua musica tambem é linda e cheia de significado! Belissima participação!

    Obrigada por sua visita e gentis palavras no Café!

    Abraços

    ResponderEliminar
  13. Teresa,

    Continuo a passear pelo seu blog e deparo-me com este post!!! Identifico-me de tal forma com o que escreveu que me emocionei. E, também, "Father and son" foi, é e será uma das canções da minha vida.
    Tenho a sua idade (os maravilhosos 50 anos!), fui professora de Matemática durante quase 30, sou mãe de 3 filhos de 26, 22 e 10 anos e serei avó de uma Beatriz em Setembro. Também fui uma adolescente pós-25 de Abril com toda a ânsia de liberdade e conhecimento real até aí negado... Também...muita coisa, seguramente, tivemos em comum, nos tempos da Faculdade, embora uma na área de Ciências e a outra na de Letras...e o ensino (infelizmente, ou não-neste momento, acho que sou uma mulher de sorte!- estou reformada por motivos de saúde, daqueles que não matam mas vão "corroendo" dolorosamente se não fazemos opções de vida).
    Vou ser sua seguidora com imenso prazer.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  14. Linda canção amiga,
    Obrigada pela visita e espero que não venhas apenas na blogagem coletiva.

    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Linda escolha Teresa! Puxa, esse cantor me trás muitas recordações da adolescência também.
    Bjs

    ResponderEliminar