segunda-feira, 29 de junho de 2009

Parabéns, Saint-Exupéry!


No dia 29 de Junho de 1900, na cidade francesa de Lyon, nasceu Antoine de Saint-Exupéry. Piloto da aviação civil, acaba por morrer num voo de reconhecimento em 1944, durante a Segunda Guerra Mundial. Deixou várias obras escritas, entre as quais "O Principezinho". É um dos livros mais belos que já li e reli. Disfarçado de livro infantil, na verdade é uma obra profundamente simbólica, que trata do conhecimento que temos de nós próprios e dos outros, e das relações e laços que conseguimos estabelecer entre nós.
Parabéns, Saint-Exupéry!
E obrigada por ter deixado o Principezinho entre nós!


Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos.

7 comentários:

  1. E ainda: "Só gostamos de quem nos cativa... cativa-me"
    Um belo "mote" para um verdadeiro projecto de escola (vulgo PEE).
    Desculpa estar a relembrar assuntos profissionais, mas esta frase, em particular, sempre me fez sonhar com um escola diferente, que cativasse, não que obrigasse. E agora, mais do que nunca...Ana

    ResponderEliminar
  2. Essa é a frase... parabéns pela lembrança!

    Há braços
    Paulo

    ResponderEliminar
  3. É um livro que eu sempre gostei! E concordo contigo, quando dizes que é um livro cheio de simbolismos, ao contrário de um livro infantil, que é o que muita gente pensa. O engraçado foi ter encontrado uma versão portuguesa numa livraria em Graz, Austria.
    Bjokas
    Romicas

    ResponderEliminar
  4. muito bom o principezinho,é um livro muito bom.
    E essa frase é bem verdade.

    ResponderEliminar
  5. Ver com os olhos do coração, cativarmos e sermos cativados: é um bom projecto de Vida!
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Olá, Teresa, ótima postagem!
    Concordo com o primeiro comentário (anônimo). Também sou professora e acho que a imagem da educação, atualmente, está muito denegrida, a do professor, então, nem se fala!
    Se os alunos se sentissem cativados, com certeza trabalharíamos melhor e mais felizes!

    ResponderEliminar
  7. Olá Teresa! :)

    sempre actual! gosto muito deste mas também de a Cidadela!

    beijinho

    ResponderEliminar