quinta-feira, 22 de abril de 2010

Dia da Terra

(Logo da Google para o dia de hoje)

Hoje é o Dia da Terra. Toda a efeméride é uma forma de lembrete e aí está ela, a Terra, a lembrar-nos como é poderosa. Nos últimos tempos, somos quase diariamente confrontados com notícias terríveis, de sismos e tsunamis, de tornados, inundações e deslizamentos de terras. Há milhares de pessoas que morrem, outras tantas ficam com as suas vidas, de repente, completamente desorganizadas, as habitações destruídas, os modos de vida alterados. Falamos das alterações climáticas e das culpas humanas. Choramos, batemos no peito e organizamos acções de solidariedade.
Ultimamente, foi o vulcão Eyjafjöll (credo, que nome difícil de escrever!), na Islândia, que entrou em erupção e, com as suas nuvens de cinza, criou o maior caos nos transportes aéreos de que há memória, superior até ao que se seguiu aos atentados de 11 de Setembro. Além do transtorno nos transportes aéreos, teve reflexos que ainda estão a ser contabilizados, na economia, devido aos prejuízos nos abastecimentos a indústrias e serviços, pelo mundo todo. Segundo a revista Visão, edição de hoje, o "espirro" do vulcão islandês levou ao desemprego no Quénia, parou fábricas no Japão, enriqueceu hoteleiros em Hong-Kong. O vulcão continua, impávido, a deitar a suas lavas e as suas cinzas. 
Hoje, Dia da Terra, é uma boa altura para recordarmos que, quando há uma catástrofe natural, nós pouco mais podemos fazer do que tentar sobreviver. Como desde há milhares de anos. Enquanto espécie e enquanto civilização, convencemo-nos por vezes de que controlamos as coisas à nossa volta. Mas não, aí está a Terra a mostrar que lhe pertencemos e precisamos de a respeitar! Aí está a Terra a mostrar quem manda!

18 comentários:

  1. Olá, Boa noite Teresa!
    Bom, penso que Al Gore, uma verdade inconveniente, de certa forma já chama atenção, para nossa "casa Terra".
    O "espirro do vulcão", lá vai contribuir para o degelo de que tanto se fala.
    bj

    ResponderEliminar
  2. Dia importante este, mas todos os dias poderiam servir para que nos lembrassemos dela.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Maravilhosa e importante mensagem nese Dia da Terra, que aliás, devia ser SEMPRE!!! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  4. Somos de facto muito pequeninos. Mas também muito persistentes. Haverá sempre uma formiga que fica(melhor duas de sexo diferente, claro).

    ResponderEliminar
  5. Querida Teresa


    Hoje estamos na "mesma onda"! Não é que nos deu para falar no mesmo tema? Ss dissermos que não foi uma combinação nossa, ninguém vai acredita!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. De volta aos comentários neste dia da Terra em que ela fez muito bem em lembrar-nos, mais uma vez, que apesar de todos os progressos, com a Terra não se brinca. Mas há muita gente que se esquece disso...

    ResponderEliminar
  7. Olá Maré Alta
    Sim, o Al Gore foi importante na sensibilização da opinião pública. Apesar de muitos o terem insultado, na altura.
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Lilá(s), Chica
    Plenamente de acordo, devia ser este dia todos os dias.
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Expressodalinha
    Como dizia o outro, life always finds a way!
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Natália
    Ou temos uma tremenda falta de originalidade, ou então o tema é mesmo importante!
    Bjs

    ResponderEliminar
  11. Pinguim
    Esquecemos com demasiada frequência.
    Bem vindo de volta aos comentários (regulares!)
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Como podes imaginar estou absolutamente fora de mim, pois sou acusada de algo, que nem sei bem de que se trata. Aonde é que aparece esse link?
    E porque não aparece no teu blogue? Perguntas e mais perguntas e sem saber a resposta.
    É horrível!!!
    O mais importante agora é saber o que fiz mal e o que posso fazer para nunca mais se repetir tal coisa. É que eu não posso corrigir um erro, quando não sei como o cometi.
    Podes-me dizer o que fazer, que dizer, como corrigir o erro? Ou será melhor falar com um perito de informática?
    Muito obrigada por acreditares em mim, coisa que a Georgia não faz. Ainda não compreendi o proveito que tinha em fazer isso.
    Mais uma vez obrigada e agora vou tentar dormir. Boa noite!

    ResponderEliminar
  13. Pois é, Teresa... a Terra já está perdendo a paciência conosco! Consciência já!
    Abraço.
    Jr.

    ResponderEliminar
  14. Junior
    Se calhar é isso mesmo, a Terra perdeu a paciência!
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Olá, Teresa
    Venho com uma dia de atraso.
    Dei comigo a pensar: e se a Mãe Natureza mostrasse todo o seu esplendor, cá para as bandas do desenvolvimento, mas mais amíude? Como seria esta coisa da economia global? Será que não teria aprendido a respeitar esta nossa "mãe" mais cedo e de outra forma? Pois é, pensem nisto. (Estou a ficar velha, eu sei...)

    ResponderEliminar
  16. De quantos mais avisos precisamos?

    ResponderEliminar
  17. Ana
    Tocaste num ponto sensível. Infelizmente, a maior parte das catástrofes naturais ocorre em zonas pobres, do hemisfério sul. Provavelmente, as reacções seriam diferentes, mais rápidas, sim.
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Helga
    A Terra já enviou todos os avisos possíveis, nós é que fingimos que não percebemos.
    Bjs

    ResponderEliminar