quinta-feira, 6 de maio de 2010

Para o meu filho

O meu filho faz hoje 18 anos. 
Ao longo deste tempo, houve alguns problemas, pequenas derrotas e pequenas vitórias, mas acima de tudo, muitas alegrias e um grande orgulho. Este poema é dedicado ao meu filho.


"Poderia se chamar nuvem
Porque muda de formato a cada instante
Poderia se chamar tempo
Porque parece um filme a que nunca assisti antes
Poderia se chamar labirinto
Porque sei que não conseguirei escapulir
Poderia se chamar aurora
Pois vejo o novo dia que está por vir
Poderia se chamar abismo
Pois é certo que ele não tem fim
Poderia se chamar horizonte
Que parece linha recta
mas sei que não é assim".


É o meu filho. E é indefinível.


(Excerto de um poema de Paulo Sabino)

34 comentários:

  1. Lindo poema e deixo aqui meus PARABÉNS e desejos de felicidades ao teu filho que completa 18 anos,linda idade!Parabéns à mamãe também!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. ...mas acima de tudo,muitas alegrias e um grande orgulho.
    Muito bem, mamã babada!
    Parabéns!!!
    Que o "puto" faça outros dezoito, e mais outros e outros, continuando a ser a alegria e o orgulho da mamã. E que a mamã continue, também, a soprar as velinhas de muitos e muitos aniversários. Quero vê-la por cá, sempre em forma, faz falta ao nosso blogobairro. Isto é que eu sou interesseiro!:))
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Que lindo!
    Não é meu filho, mas conheço-o desde que nasceu e tenho acompanhado o seu percurso. Por isso é muito especial para mim. Tem a idade da minha filha, foram (e ainda são) sempre amigos.
    Parabéns mãe babada e Parabéns ao meu "sobrinho" emprestado e muito querido.
    Beijos bem grandes
    Tia Rosa

    ResponderEliminar
  4. Mas será sempre o teu filho. O ser único que tu geraste. Muitos parabéns a todos.

    ResponderEliminar
  5. Tereza parabéns pelos 18 aninhos de teu filho!
    Belíssimo poema que escolhestes para descrevê-lo.
    Para nós eles sempre serão indefiníveis e ao mesmo tempo tão parecidos conosco.
    Seus hábitos, trejeitos, o jeito de andar e falar, por muitas vezes são réplicas de nós mesmos. Afinal são extensão de nós.
    Terno beijo na alma...

    ResponderEliminar
  6. Olá, mãe babada
    Parabéns à mãe e ao filho!!
    Idade mágica, para eles e para nós que nem queremos acreditar, não é Teresa? O Nuno já vai fazer 20...até dói...
    Bj e parabéns mais uma vez!

    ResponderEliminar
  7. Filhos... Filhos?
    Melhor não tê-los!
    Mas se não os temos
    Como sabê-lo? ...
    Resultado: filho.
    E então começa
    A aporrinhação:
    Cocô está branco
    Cocô está preto
    Bebe amoníaco
    Comeu botão.
    Filhos? Filhos
    Melhor não tê-los
    Noites de insônia
    Cãs prematuras
    Prantos convulsos
    Meu Deus, salvai-o!
    Filhos são o demo
    Melhor não tê-los...
    Mas se não os temos
    Como sabê-los?
    Como saber
    Que macieza
    Nos seus cabelos
    Que cheiro morno
    Na sua carne
    Que gosto doce
    Na sua boca!
    Chupam gilete
    Bebem shampoo
    Ateiam fogo
    No quarteirão
    Porém, que coisa
    Que coisa louca
    Que coisa linda
    Que os filhos são!
    Gosto desse poeminha do Vinicius de Moraes.É mais ou menos assim rsrs
    Parabéns pela homenagem !tomara que ele goste, o meu é tao chato que se fizer qualquer mençao sobre ele fica emburrado srsrs
    abraços Teresa

    ResponderEliminar
  8. Os dezoito anos são a subida de mais um degrau.
    Adorei o poema. E parabéns ao filho e à mãe!

    ResponderEliminar
  9. Olá, Teresa!

    Parabéns à mãe e ao filho. Muitas felicidades para ambos... não esquecendo o pai!!!
    Gostei do poema, que foi muito bem escolhido.

    Os dezoito anos são para mim a idade mais bonita, a idade que eu gostava de voltar a ter.

    Salvé o Dia 6 de Maio!

    ResponderEliminar
  10. Então muitos parabéns ao menino crescido e aos Pais!
    Happy Birthday !!!

    Bem escolhido o poema.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  11. Teresa

    Parabéns aos dois. Ao filho, porque festejar a vida é o melhor que ela tem, e a si, que há dezoito anos atrás viveu aquele momento tão único e especial. O percurso, Teresa, para ambos, embora às vezes possa ser caminho irregular, o importante é a força do laço e orgulho mútuo em todas as jornadas.

    Um beijinho aos dois

    ResponderEliminar
  12. Muitos parabéns aos dois.
    GOSTEI MUITO DO POEMA.
    XX

    ResponderEliminar
  13. Olha, olha... o Bernardo faz 18 anos!!!! Como o tempo passa!!!!!!!!!!!Quem diria!!!
    Parabéns para ele e para os papás babados.
    Qualquer dia são as nossas filhotas! :-)
    Beijinhos com muita amizade*

    Fanny

    ResponderEliminar
  14. Parabéns á mãe e ao filhote, aqui em casa também há festa... o maridão também é aniversariante.
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Mais um ano, mais um dia em que o comemora...
    18 anos! Atingiu a maioridade e continua a ser um menino.
    Que saudades dos 18 anos dos meus filhos, agora são os netos que caminham velozmente para eles.
    Parabéns a AMBOS, à ligação indissolúvel Mãe e Filho!
    Abracinho

    ResponderEliminar
  16. Teresa, como o tempo passa!!
    Parabéns para o teu filho e tudo do melhor.
    Beijinhos, Luísa

    ResponderEliminar
  17. Excelente dedicatória! É mesmo assim... os nossos filhos não indefiníveis!
    Feliz aniversário!
    um beijinho para o teu filho e outro para ti também!

    ResponderEliminar
  18. Como o tempo voa...

    «Os nossos pais amam-nos porque somos seus filhos, é um facto inalterável. Nos momentos de sucesso, isso pode parecer irrelevante, mas nas ocasiões de fracasso, oferecem um consolo e uma segurança que não se encontram em qualquer outro lugar.» - Bertrand Russel

    Muitos parabéns, Beni!

    ResponderEliminar
  19. Muito orgulho deve ter o seu filho na mamã babada e talentosa. Parabéns aos dois.

    ResponderEliminar
  20. Teresa,

    Parabéns pelo aniversário dos dois.

    Hoje, é dia da Mãe outra vez [como todos os dias]!
    Desculpe lá, mas de todo o Poema, adorei essa do horizonte... e da linha recta.

    Nós todos, e ele em particular, do que mais precisamos é de horizontes!

    O Futuro é ele, e pertence-lhe...(a Teresa terá o leme, e a linha recta)... como aos seus alunos!

    Aos 18 anos aprendi a voar. Tive os meus horizontes, reais e virtuais!Tão jovem, fui responsável pela vida de homens, equipamentos e bens do País!

    Felizmente que hoje, já não é preciso ser guerreiro tão novo!

    Por isso, com fé e trabalho, vamos dar de barato as coisas(menores) passadas, e pensar só nas estrofes da mãe, e no Poema do Filho.

    Ele... e os filhos dos outros, são o verdadeiro Capital que esta Terra tem, e há-de aprender a respeitar, quer queiram, ou não.

    Não esmoreça nunca ser Professora.
    É ainda mais "Mãe" do que
    possa imaginar!

    Parabéns à Mãe, à Professora e ao Filho que faz anos, e é aluno da Escola da Vida
    que tem pela frente (...)

    Muita Força a ambos!

    Um abraço,
    do
    César

    ResponderEliminar
  21. Beijinhos muito especiais de PARABÉNS (atrasados) para o BERNARDO que vai começar uma nova etapa.

    Parabéns também à MÃE.

    FELICIDADES

    ResponderEliminar
  22. um filho ...é sempre indefinível ::)))

    bj
    teresa

    ResponderEliminar
  23. Teresa-Mãe,

    Um beijo, um abraço, aos dois... pelos laços inquebráveis e eternos que vos unem.

    ResponderEliminar
  24. Parabéns!! E que seu filho permaneça mutante! Isto é sinal de inteligência, adequação à vida e um conselho: suspeite de pessoas que possuem uma opinião formada sobre tudo! (rs*) Bom fim de semana! Beijus,

    ResponderEliminar
  25. Agradeço a todos os amigos que por aqui passaram e partilharam comigo este momento um bocadinho mágico.
    Obrigada a todos. Do fundo do coração.
    Bjs

    ResponderEliminar
  26. Olá,
    PARABÉNS MÃE.
    ESTAMOS TODOS CHEIOS DE ORGULHO E FELIZES.
    ATÉ A MANA.
    UM GRANDE BEIJO DO
    PAI

    ResponderEliminar
  27. TERESA

    Viu bem quantas mensagens lhe chegaram?

    Que bem se devem ter sentido...

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  28. Um bj para ti e m abraço para ele.

    ResponderEliminar
  29. Olá Teresa
    Embora muito atrasada venho aqui desejar tudo de bom ao teu filho que embora me custe a acreditar já conpletou dezoito anos.Aos pais e à mana um beijo,mas um beijo maior à mãe que naquele dia foi quem fez mais força. Magda

    ResponderEliminar
  30. Agradeço aos recém-chegados que, por terem vindo mais tarde, não são menos importantes!
    Obrigada e Beijinhos!

    ResponderEliminar
  31. Teresa, mil desculpas pelo atraso nesta data tão importante. O aniversário de um filhote.

    Que lindo poema! Que linda idade! Parabéns a ambos e que a vida vos sorria sempre, ainda que por vezes o sorriso seja menos risonho.

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  32. chego atrasada,

    mas desejo muita coisa boa para o seu filho, Teresa!

    uma vida brilhante sol
    com sorrisos vermelho...papoila :)))

    beijos

    Manuela

    ResponderEliminar
  33. Não devia dizer isto, mas digo: tenho inveja de ti, de ter um filho de 18 anos; e que bonito uma Mãe admitir que o seu filho é indefinível...
    Parabéns para ele e para ti (atrasados, claro).

    ResponderEliminar