segunda-feira, 4 de maio de 2009

Postal de Lisboa III - Igreja da Conceição Velha


Perto do Campo das Cebolas, andando na direcção do Terreiro do Paço, um pouco escondido dos olhares mais distraídos, surge-nos o Portal da Igreja de Nossa Senhora da Conceição Velha. Juntamente com a Casa dos Bicos, é dos poucos edifícios que restaram, nesta zona de Lisboa, da época anterior ao Terramoto de 1755. Paro a admirar aquele belo portal e, como sempre, surpreendo-me por não encontrar aqui o enxame de turistas que sempre rodeiam a Casa dos Bicos. Bem sei que a Casa dos Bicos é um exemplar pouco comum de arquitectura civil, com as suas pedras talhadas em ponta de diamante, embora seja a traseira do prédio, já que a parte nobre, a frontaria, ruiu com o terramoto. Como seria?

Portal da Igreja de Nossa Senhora da Conceição Velha (foto de Fernando Ferreira)

O Portal da Igreja da Conceição Velha não lhe fica atrás em nada, com a sua riqueza escultórica, a beleza e a perfeição dos detalhes. No entanto, não chama tanto a atenção de quem passa. A mim, surpreende-me sempre e, se tenho tempo, paro e descubro sempre um novo pormenor. E não posso deixar de imaginar como seria essa Lisboa de Setecentos. Segundo fontes fidedignas, ter-se-ão perdido dez por cento das casas da cidade e muitas outras terão ficado inabitáveis. Desapareceram os seis hospitais da cidade, incluindo o famoso Hospital de Todos-os-Santos, situado no actual Rossio. Desapareceram mais de 30 palácios, mais de 50 conventos. Desapareceu a magnífica Ópera do Tejo, inaugurada meses antes, a Alfândega, a rica Igreja Patriarcal, a Casa da Índia, o Arquivo Real, o Cais da Pedra. Perdeu-se o palácio real, o emblemático Paço da Ribeira, mandado construir por D. Manuel, com um património grandioso em mobiliário, obras-de-arte, livrarias. Perdeu-se a Biblioteca Real, acarinhada por D. João V e aumentada com muitas partituras e livros de música por D. José. Fico comovida ao pensar como seria essa cidade que cresceu como centro de um império que abrangia três continentes. O Marquês de Pombal arrasou o que sobrava desta zona para construir uma cidade nova, virada para o futuro. Talvez por defeito profissional, contemplo o Portal da Igreja da Conceição Velha para me virar para o passado, como se os seus anjos talhados na pedra me apontassem um portal do tempo e, através dele, eu pudesse contemplar esse mundo que todos nós perdemos.
Pormenor - Anjos (foto de Fernando Ferreira)

1 comentário:

  1. Whаt's up, just wanted to mention, I loved this post. It was practical. Keep on posting!
    My web site ... v2 cig review

    ResponderEliminar