segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Ministros e cantoneiros

Realmente, há coisas que nos deixam a pensar!...
A revista inglesa The Economist resolveu, em 1984, fazer uma sondagem com previsões económicas para a década seguinte. Sondou grupos de pessoas, divididos por classes profissionais, entre os quais se encontravam  ministros, gestores de multinacionais, estudantes universitários e... cantoneiros da limpeza urbana. Dez anos depois, chegou à conclusão de que os que mais se tinham aproximado dos resultados corretos tinham sido os gestores e os cantoneiros. 
Agora vão repetir a experiência. Consta que o Presidente dos Estados Unidos da América já anda aflito,  porque os cantoneiros prevêm que Obama não será reeleito.
Mas o que me ocorre pensar é que os ministros andam decididamente muito mais afastados da realidade do que as pessoas comuns!

10 comentários:

  1. Como estaremos daqui a uma década?
    Pelo menos dez anos mais velhos! - disso tenho a certeza porque eu não me atrevo a adiantar mais nada.
    É que não sou gestora nem cantoneira!:-))

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rosa
      Já é bom termos algumas certezas!
      Bjs

      Eliminar
  2. Hoje, atravessava o Rossio, e junto à esquina do "Diário de Notícias" ouvi as confidências de duas "Almeidas"...
    - "Não vai haver vassouras para limpar tanta M....
    - Nem caixotes que cheguem..."
    Ía a caminho do Palácio da Independência, onde está sediada a Sociedade Histórica da Independência de Portugal, onde ouviria o Juiz Desembargador Rui Rangel falar sobre o "Estado da Troika"...
    Sabem que mais? O diagnóstico não difere daquele que ouvi à esquina do "Diário de Notícias"...
    O que se segue? Só uma coisa... na minha opinião: Mudar o sistema político, permitindo mais vassouras e mais caixotes... leia-se, mais responsabilização dos políticos, mais regulação do sistema financeiro e maior legitimidade do chefe de Estado.
    Obrigado Teresa pelos teus óculos

    ResponderEliminar
  3. Miguel
    Parece então que a tua observação confirma a do jornal The Economist. Só não sei se tu és credível, já que não és nem gestor nem cantoneiro!

    ResponderEliminar
  4. O The economist anda a brincar connosco... para fazer previsões certas não é preciso recolher lixo... quem sabe aqueles cantoneiros não eram economistas à espera de arranjar melhor emprego... eu não sou certamente credível para fazer tal previsão, mas tenho como certo que se o sistema não mudar, nada vai mudar na nossa economia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, gosto dessa ideia: deviam ser economistas no desemprego, claro!
      E infelizmente não estou a ver o sistema a mudar.

      Eliminar
  5. Para o Obama não ser reeleito, e sendo os candidatos do lado republicano tão assustadoramente (no rigoroso sentido da palavra) conservadores, é porque os EUA, o seu povo, entenda-se é ainda mais estúpido do que eu penso agora...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pinguim
      Neste caso, espero sinceramente que os cantoneiros não estejam certos nas suas previsões!
      Bjs

      Eliminar
  6. Cá para mim os cantoneiros têm sempre razão... eles lá sabem a "porcaria" que limpam:)))

    beijos e as melhoras!

    ResponderEliminar
  7. Ana
    Obrigada.
    E deviam limpar ainda mais umas coisas, não achas?
    Beijinhos.

    ResponderEliminar