segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Esperança

Esperança -  Disposição do espírito que induz a esperar que uma coisa se há-de realizar ou suceder; Expectativa; Confiança.
(Dicionário Priberam da Língua Portuguesa)

Numa iniciativa interessante e criativa, a Porto Editora desafiou os protugueses a definirem, com uma palavra, o ano que agora terminou. Sem grande surpresa, a palavra mais votada foi "Austeridade". Foi a palavra mais ouvida e mais receada, com efeitos que ainda vamos sofrer mais profundamente neste ano recém-nascido de 2012. No entanto, e aí sim, confesso que fui surpreendida, a segunda palavra mais votada foi "Esperança". Esperança de que a crise se há-de realizar? Penso que não é esse o sentido, isso já nós temos como certo. Creio que, apesar de tudo, os portugueses confiam no futuro. Com ou sem Euro. Com mais ou menos Europa. Com mais ou menos entre-ajuda. Com mais um apertão no cinto, com menos uns euros no bolso. Apesar de toda essa incerteza, continuamos a fazer a nossa vida, a fazer humor à conta da crise, e a esperar que ela passe o mais rapidamente possível.
Afinal, somos uma nação muito antiga, das mais antigas desta já velha Europa. Já ultrapassámos outras crises. Havemos de ultrapassar esta, também. Haja Esperança!
(Esperança também é uma das virtudes teologais. Mas não me parece que o forte dos portugueses seja a teologia!) 


(Caravela Boa Esperança, imagem da net)

9 comentários:

  1. E sem esperança fazíamos o quê? Pegávamos nas malas e íamos embora para outras paragens? Não, não me parece que os portugueses queiram desistir do seu país, com mais ou menos crise e austeridade... :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  2. E tem barbas a expressão "A esperança é a última a morrer"! :-))

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Teresa
    Agora, por acaso, até ía para as Caraíbas, que deve estar mais quentinho! Mas não, claro que não vamos desistir do país. Era o que faltava!
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. No meu "belo" dicionário Houaiss (edição com a nova ortografia da língua portuguesa), "esperança" vem logo a seguir a "espera-maridos"... o que não deixa de ser curioso...
    Mas a entrada religiosa não deixa de ser igualmente interessante, pois a esperança emparelha com a fé e a caridade, como a segunda das três virtudes... coisas em que os lusitanos são bons...

    ResponderEliminar
  5. Miguel
    Nem vou comentar o espera-maridos!
    Mas achas mesmo que os lusitanos se dedicam à fé e à caridade? Só se for entre o centro comercial e o futebol, se houver um tempinho!

    ResponderEliminar
  6. Eu disse espera-maridos, mas é só "espera-marido"... é um doce de ovos com calda de açúcar queimado...
    Eu acho que a matriz sociológica dos lusitanos está cheia dessas virtudes... acho mesmo!

    ResponderEliminar
  7. Pinguim
    Também pensei em "crise". Somos surpreendentes, não é?

    ResponderEliminar