sábado, 26 de dezembro de 2009

Dia Mundial da Poesia?

Pronto, lá passou mais um Natal. E, depois daquela azáfama toda dos últimos dias, hoje só me apetece sossego. Arrumar as prendas e os lacinhos, aproveitar um ou outro saco de Natal, comer sopa (o meu estômago resiste a qualquer outra sugestão, depois dos excessos dos últimos dias!), são as actividades do dia.
Talvez porque gosto muito de poesia, decidi procurar na minha agenda escolar a data que enaltece esta forma superior de expressão. Para minha surpresa, não encontrei o que procurava. Há Dias Mundiais para tudo, desde a Liberdade às Zonas Húmidas, passando pelo Turismo e pelos Castelos, pelo Índio e pelas Florestas. Encontrei um Dia Mundial do Relógio de Sol, que me encantou. Até encontrei um Dia Mundial da Normalização, o que me afligiu bastante, já que eu acho que as nossas diferenças é que nos tornam interessantes. Mas, Dia Mundial da Poesia, para a Editora da minha Agenda Escolar, não existe.
Felizmente, existe a Internet. Uma busca rápida informou-me que o Dia Mundial da Poesia se comemora no dia 21 de Março. Fiquei mais descansada mas, ao mesmo tempo, desiludida. Depois de tanto trabalho, não me apetece esperar até Março. Por isso, decidi que, para mim, o Dia Mundial da Poesia é hoje mesmo.
E, como gosto de ser diferente, não o vou comemorar com uma poesia, mas sim com uma pequena história do poeta brasileiro que eu mais admiro, Carlos Drummond de Andrade.






"Paulo tinha fama de mentiroso. Um dia chegou em casa dizendo que vira no campo dois dragões da independência cuspindo fogo e lendo fotonovelas. A mãe botou-o de castigo, mas na semana seguinte ele veio contando que caíra no pátio da escola um pedaço de lua, todo cheio de buraquinhos, feito queijo, e ele provou e tinha gosto de queijo. Desta vez, Paulo não só ficou sem sobremesa como foi proibido de jogar futebol durante quinze dias. Quando o menino voltou falando que todas as borboletas da Terra passaram pala chácara de Siá Elpídia e queriam formar um tapete voador para transportá-lo ao sétimo céu, a mãe decidiu levá-lo ao médico. Após o exame, o Dr. Epaminondas abanou a cabeça: -Não há nada a fazer, Dona Coló. Este menino é mesmo um caso de poesia". 


                                                (Carlos Drummond de Andrade)


14 comentários:

  1. É isso mesmo,Teresa.Há dias pra cada coisa,por que não inventar os nossos dias e tu falas muito bem de poesia.Viva então, 26.12, dia da poesia,rsrs...beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Teresa, o texto é tão lindo que me fez sentir uma criança. Só as crianças entendem bem as crianças.
    Quanto ao Dia da Poesia, acabo de aderir à sua sugestão. Por nossa decisão e de quem mais aderir à idéia, fica proclamado 26 de dezembro o dia da poesia. Se houver reclamações podemos mudar o nome para Dia Poético.
    Beijos com carinho e sensibilidade poética. Manoel.

    ResponderEliminar
  3. Olá, Teresa. Dia Mindial da Poesia dia 21 de Março? Esse não é o dia Mundial da Árvore?
    Mas acho que fazes muito bem... depois da época natalícia e do dia de Natal, devia mm seguir-se o Doa Mundial de Poesia!
    Bj

    ResponderEliminar
  4. Chica, Manoel
    Então está decidido. Por nossa soberana decisão, o dia 26/Dez passa a ser o Dia da Poesia. Obrigada pela adesão.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Olá Ana
    Pois, também é o Dia da Árvore. Por isso, mudamos o Dia da Poesia. Não é boa ideia?
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. TEResa, também gosto muito de Drummond, mas não conhecia esse texto. Sensacional! Gostei muito mesmo! Parabéns pela escolha! Um grande abraço e Feliz 2010!

    ResponderEliminar
  7. Obrigada Sueli
    Bjs e Bom Ano para si também.

    ResponderEliminar
  8. Então festejemos hoje o dia Mundial da Poesia! depois do enjoo dos ultimos dias até mudo qualquer data...
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Lilá(s)
    Como eu te compreendo! Mas acho que a poesia também serve para desenjoar!
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Oi Teresa,

    Que bom encontrar aqui esta história de Carlos Drummond de Andrade em tempo de festas!
    Desejo a você um ótimo ANO NOVO!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  11. Boa madrugada. Ao puxar a palavra «relógio de sol» surgiu este blog e fiquei interessado em saber onde descobriu o Dia Mundial do Relógio de Sol. Poderá dizer-me? Obrigado. Boas festas e bom 2010. Parabéns pelo seu blog. Victor Santos

    ResponderEliminar
  12. Victor Santos
    Viva!
    Encontrei esta indicação na minha agenda escolar, da Porto editora, o que lhe dá alguma credibilidade. É no dia 21 de Junho. Também gosto muito de relógios de sol, como vê até tenho uma fotografia de um, lindíssimo, na sidebar do blogue. Esse fotografei-o em Lausanne. Acho que gosto de relógios de sol porque, tal como nós devíamos fazer na vida, só contam as horas claras!
    Apareça sempre.

    ResponderEliminar
  13. Olá TERESA

    Como gostei de ler este teu post. Deveríamos comemorar certos dias, acontecimentos, quando bem quiséssemos! Por que têm de estar registados no calendário? E o da POESIA, como bem disseste, nem foi assinalado na agenda esclar.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Olá Natália
    Pronto: a partir de agora, o dia 26 de Dezembro passa a ser o Dia da Poesia. Pelo menos, para nós!
    Bjs

    ResponderEliminar