sábado, 21 de novembro de 2009

Ninguém me quer encontrar?




A cantora Avril Lavigne cedeu esta canção para servir de banda sonora deste pequeno filme, que tem como objectivo a sensibilização para a problemática dos animais abandonados que são, todos os anos, encerrados em canis ou gatis e sujeitos a eutanásia, ou, dizendo de uma forma mais simples, mortos.
O abandono dos animais é uma triste realidade que nos envergonha, enquanto seres ditos civilizados. Vale a pena ver o video, embora eu não o recomende a pessoas muito sensíveis. Eu confesso que fiquei com uma lagriminha nos olhos, mas eu gosto muito de cães, não é?
Agora que se aproxima o Natal, e andamos todos a dar voltas à cabeça a pensar nas prendas, porque não dar uma prenda diferente? Vá a um canil e traga um novo amigo para casa. Vai ver que é um amigo para a vida inteira. A escolha é difícil porque é imensa.





20 comentários:

  1. Teresa
    Não vi até ao fim porque até tenho medo de adivinhar o que terá acontecido. Sabes bem (ou imaginas)o que penso sobre o assunto e, realmente, faz-me muita impressão o abandono dos animais e quando são maltratados.
    Fui logo abraçar-me ao Zico.
    Romicas

    ResponderEliminar
  2. É incrivél como as pessoas são tão desumanas e t~em coragem de abandonar seres que não pedem nada em troca e fazem connosco uma entrega total. Sinto tanta revolta quando vejo um animal abandonado...
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Bem haja por ter trazido este tema ao seu blog!
    Dói-me a desumanidade com que seres da nossa espécie maltratam os animais, não só os cães.
    Ví o video. A lagrimita também apareceu.
    Há meses, levei o assunto ao meu blog. Lá coloquei uns vídeos, igualmente não aconselháveis aos mais sensíveis.Se quiser dê uma espreitadela:

    http://conversasdaquiedali.blogspot.com/search/label/Tortura


    Abraço. Bom Domingo

    ResponderEliminar
  4. Oi,Teresa
    Essa prática de extermínio de cães e gatos se dá aonde especificamente, Teresa? parace um vídeo em ingles ,talvez nos Estados Unidos. Aqui no Brasil desconheço esse método, aqui em Niteroi percebo um amor grande pelos bichinhos e temos vários Pet Shops que oferecem os animais abandonados ou sem dono pra adoção e são muito bem cuidados enquanto aguardam e nao tenho lido nada a respeito, sobre eutanásia.
    Já ouvi sim, uma história de carrocinha que pega os cães e gatos de rua ,não sei se existe ainda e se são maltratados, confesso que vou pesquisar.
    Saudades da nossa Dayse, mas sei que ela está linda e bem cuidada. Assim que tivermos uma casa com quintal, recolho num desses abandonadinhos.
    abraços e bom domingo.

    ResponderEliminar
  5. Amiga, não tive coragem de ver o filme porque eu me impressiono demais ao ver um animal sofrendo. Issa acaba comigo. Um ser humano que tem coragem de maltratar um cão, para mim não tem valor algum. Porém, achei muito válido o seu post. É preciso sensibilizar o mundo. Um grande abraço!

    ResponderEliminar
  6. Romicas, Sueli
    Já que não conseguiram ver o video até ao fim, eu dou uma ajuda: o pobre cão é mesmo abatido, mas... só no filme, na realidade foi adoptado e esta estória tem um final feliz. Esta... porque há milhares de outras que não têm o mesmo final.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Lilá(s)
    Também me revolta, mas acho que devo fazer mais do que isso, nem que seja divulgar através do blogue. Talvez não sirva de nada, mas é o que posso fazer.
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Carlos
    Eu acho que o problema da nossa espécie é precisamente esquecer-se que fazemos todos parte do mesmo todo. Não temos o direito de tratar o mundo natural como se fosse nossa exclusiva propriedade, mas é o que temos feito e o resultado está à vista.
    Nem é preciso pôr os meus óculos do mundo para olhar e ver.

    ResponderEliminar
  9. Lis
    Essa prática é geral. Há excepções. Por exemplo, aqui onde eu vivo há um canil onde não se abatem os animais, mas sobrevive com muitas dificuldades. Já tem muitos animais e poucos apoios. Conheço bem, porque a minha filha já foi lá voluntária. Mas tem sido uma guerra, porque o canil é camarário e a política oficial é essa: os cães vadios e abandonados são apanhados e passado algum tempo, se não forem readoptados, são abatidos.
    No Brasil não é assim? Gostava mesmo de saber.
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Tereza,
    Adorei seu comentário e visitinha lá no Compartilhando as Letras.Realmente ter 50 anos é uma dádiva de Deus!!!!Adorei seu Blog, vou te linkar para poder voltar aqui outras vezes. Têm um conteúdo excelente!!!!Parabéns!!!!

    ResponderEliminar
  11. No Brasil acontece a eutanásia, sim! E sabe porque? As pessoas se esquecem que um animalzinho de verdade, não é um peluche e ao menor pedido das crianças ou mesmo satisfazendo suas vontades - por achá-los bonitinhos - levam para casa e não dando conta de cuidá-los ou encontrar alguém que cuide, os entornam às ruas. As prefeituras recolhem com suas carrocinhas, vermifugam, vacinam e castram - os animais ficam para adoção ou esperando o dono. Se não aparecem pessoas sensibilizadas, os animais passam pela eutanásia, pelo simples fato que, o número é superior ao que as prefeituras conseguem suportar. E olha, mesmo assim, a população de animais nas ruas, crescem à olhos vistos! Beijus,

    ResponderEliminar
  12. Teresa, só complementando: Eu aconselho a qualquer pessoa a não comprar bichos em pet - essas fábricas de animais abandonados. Quem quiser cuidar de um bichinho, que siga o seu conselho, que rume para essas entidades que cuidam de animais abandonados e adote um!

    ResponderEliminar
  13. Estou fazendo uma Campanha de Natal para crianças necessitadas da minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,são crianças que não tem nada no Natal,as doações serão destinadas a compra de cestas básicas-roupas-calçados e brinquedos. Se cada um de nós doar-mos um pouquinho DEUS multiplicará em muitas crianças felizes. Se voce quiser ajudar é fácil,basta depositar qualquer quantia no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Voce verá como doar faz bem a Alma,obrigado. meu email asilvareis10@gmail.com

    ResponderEliminar
  14. Sónia
    Seja bem vinda. Realmente eu acho que este blogue tem mais a ver consigo do que o outro, Olhares Viajantes. Mas é bem vinda nos dois.
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Luma Rosa
    Já percebi que no Brasil o problema é igual ao do resto do mundo (nalguns sítios ainda bem pior, já vi imagens da China de arrepiar!). Obrigada pelos esclarecimentos.
    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Anareis
    Aqui fica o apelo e boa sorte.

    ResponderEliminar
  17. Há tantpo por faszer de BEM a eles e ainda há os que façam apenas o mal! Pena! beijos linda semana,chica

    ResponderEliminar
  18. Olá,
    Sempre gostei de cães, de gatos comecei a gostar há pouco tempo.
    Quanto mais conheço os "homens" mais gosto dos animais. Escrevi "homens" com letra PEQUENA porque quem compra ou adopta um animal para depois o abandonar, quem acha que um animal de estimação é um briquedo, e depois o abandona, não é digno de se considerar membro do grupo chamado "HOMEM", isto é humano.
    E mais não digo para não me espalhar ....
    Beijos,

    ResponderEliminar
  19. FAires
    Assino por baixo de tudo o que disseste.
    Bjs

    ResponderEliminar
  20. Olá Teresa!
    Eu quis ver até ao fim para ver o que acontecia ao cão.Fiquei sentida,mas ainda bem que o cão do vídeo arranjou 1 casa.Espero que todos arranjem 1 lar.Também digo Não ao Abandono!seja de que criatura for.Tenho uma cadela e uma gata e preferia estarmos as 3 a pao e agua do que abandoná-las...fazem parte de mim e da família.

    Agora para aliviar um pouco a emoção,aproveito e deixo um convite: participe na Blogagem de Dezembro do blogue www.aldeiadaminhavida.blogspot.com
    “O tema é: O Natal na minha Terra”
    Basta enviar um texto máximo 25 linhas e 1 foto para aminhaldeia@sapo.pt até dia 8 de Dezembro. Participe. Haverá boa convivência e solidariedade!

    Jocas gordas
    Lena

    ResponderEliminar