terça-feira, 29 de setembro de 2009

Qual é a boneca má?

Este video foi-me enviado já há algum tempo, mas continua tão actual!
É um teste feito com crianças, que tenta perceber que imagens, que valores, que conceitos, as crianças ligam à cor da pele. Cada um que tire as suas conclusões. A mim, o olhar daquela última menina negra quando assume que é parecida com a boneca negra, faz-me sentir muito mal! E põe-nos interrogações prementes: o que temos andado a fazer? Que ideais temos passado para as crianças? Que preconceitos continuamos a ensinar, através dos nossos actos, dos meios de comunicação? Qual tem sido o papel da educação?
Para ver, ou rever.
E para reflectir.

8 comentários:

  1. Ao nos tornarmos conscientes de nossos atos e vigilantes quanto a eles,estaremos cuidando para q nossas crianças sejam menos preconceituosas e mais livres.

    carinho

    ResponderEliminar
  2. É bem verdade, Denise. Temos de estar vigilantes. Não podemos educar as nossas crianças com tão baixa auto-estima, só porque a cor da sua pele é diferente.

    ResponderEliminar
  3. Que coisa impressionante esse vídeo.Me fez lembrar meu netinho de quase 7 anos, e podes ver no CANTINHODONENO.blogspot.com, uma histórinha que ele inventou do GATO AZUL,que sofria por ser diferente. Tudo do seu jeitinho falava sobre isso.Achei lindo,Podes ver lá! É uma pena que essas diferenças e preconceitos existam.beijos,chica

    ResponderEliminar
  4. Já conhecia o vídeo e lembro que já na altura fiquei demasiadamente impressionada. Triste, revoltada e principalmente por saber que as coisas continuam a ser MESMO assim.
    Mas o que dizer, quando ouvimos pessoas como Berlusconi (eu sei que não é o melhor exemplo para servir de referência seja no que for) a falar para todos que Obama e a mulher estiveram na praia e se bronzearam... (Jerk!)
    Bjs
    Romicas

    ResponderEliminar
  5. Romicas
    Eu acho que quanto mais responsabilidade e visibilidade temos, mais devemos estar atentos às nossas atitudes e ao que dizemos. Infelizmente, estas coisas continuam a acontecer.
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Chica
    Ainda bem que já ensina o seu neto a ter essa sensibilidade. Vou lá ler a história do gato azul, de certeza.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Verdade.

    Não podemos mais fugir, nem nos esconder dos problemas. Fica a pergunta: o racismo em Portugal também é cordial como no Brasil, ou é mais explícito como nos Estados Unidos?

    Ou o preconceito, em terras européias, é mais relacionado a nacionalidade, do que necessariamente a etnia?

    ResponderEliminar
  8. Boa pergunta, Shisuii
    Acho que é cordial, ninguém assume que é racista. E também há algum preconceito por nacionalidade. Lembro-me que, quando cairam os regimes comunistas,imigraram para Portugal muitos europeus do leste e havia muito preconceito contra os romenos, por exemplo. Hoje já não de nota, porque eles se integraram muito rapidamente.
    Quanto à etnia, essa não se muda com a integração...

    ResponderEliminar