terça-feira, 1 de setembro de 2009

Dormir aqui e amanhecer noutro lugar


(Post incluído na Blogagem colectiva "Dormir aqui e amanhecer noutro lugar"
Tema proposto pelo blogue Voudecolectivo)

Antigamente, cada família nobre tinha um brasão, conjunto de imagens que representava aquilo que tornava aquela família diferente das outras. Podia simbolizar algo de importante que um dos seus tivesse feito, uma conquista, uma descoberta, ou aquilo a que se dedicavam. Por baixa do brasão, uma frase completava o símbolo.
Quando li esta frase proposta para o mês de setembro, pensei: "Se eu tivesse um brasão, esta frase bem poderia lá figurar, de tal forma se aplica a mim e ao meu espírito andarilho!"
Adormecer num sítio e acordar noutro local, significa que cada dia se inicia com novas possibilidades de exploração do mundo, um mundo rico e variado, com infinitos cambiantes para conhecer. Todos os locais têm aspectos interessantes, podem ser paisagens, monumentos, tradições, as próprias gentes; há que estar atento e manter o espírito aberto ao que o mundo nos oferece.
Quando era jovem, nos meus 22 anos, fiz uma viagem de "interrail", de Lisboa até Itália. Muitas vezes dormi no comboio. Quando me dava o sono, se não havia muita gente na carruagem, punha os pés em cima do assento, apoiava a cabeça na mochila e lá ía eu, embalada pelo ruído das rodas do comboio. Quando acordava, sabia que estava noutro lugar, mas qual? Às primeiras luzes da madrugada, espreitava pela janela para tentar ver o nome de uma estação e orientar-me.
Essa viagem provocou-me um amor pelas viagens de comboio que guardo até hoje. Agora viajamos de avião, e não há tempo nem espaço para dormir, ou então viajamos de automóvel, e não convém nada adormecer.
Mas dentro de mim perdura a nostalgia das grandes viagens de comboio, em que não se ía simplesmente de um ponto para o outro, mas se gozava a própria viagem. Quando o tempo passava por nós mais devagar. Quando se adormecia aqui e se amanhecia noutro lugar!

22 comentários:

  1. Lindo e parece mesmo que as viagens eram mais entusiasmadas e legais...Linda participação.beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Teresa

    Gostei muito deste seu colectivo. Parece ter sido uma viagem muito especial.

    ResponderEliminar
  3. Adorei!
    Cada vez que passeio neste coletivo,fico feliz na leitura das variadas formas de arte,e abraçar os amigos da blogosfera..
    Boas energias
    Mari

    ResponderEliminar
  4. Entendi bem o que relatou sobre as viagens de comboio porque também carrego uma saudade dos apitos dos trens que chegavam e partiam na cidadezinha do interior, no meu tempo de garota.Era u ma alegria ver aquelas pessoas nas janelas, acenando pros que ficavam. E, era uma festa pros meus olhos,porque, quase nunca viajava, mas o prazer de ver o trem ( aqui chamávamos assim),passar simbolizava como voce diz algo importante , o sonho de estar tambem em outro lugar.
    Adorei e me identifiquei com sua saudade! Abraços

    ResponderEliminar
  5. Teresa, querida!
    Lembranças sempre nos fazem viajar no tempo e nos sonhos... Que experiência, heim!
    Muito legal mesmo seu post!
    Este mês, o tema proposto foi demais, não é! Excelente a sua participação!
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Chica,António, Mari
    Obrigada pela visita e pelas palavras.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Lis
    As velhas viagens de comboio tinham um encanto muito especial, não é verdade?
    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Olá Nade
    Viagens são sempre experiências emocionantes, quer sejam no espaço, ou no tempo, como a sua, que eu já li e gostei!
    Gostei deste tema, sim. Faz-nos pensar, não é?
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Teresa: Não estou a participar nesta blogagem , mas faço questão de comentar a tua participação.

    Viajar faz bem à alma e pelo que contas, na tua doce juventude tiveste a oportunidade de conhecer outros mundo, de comboio. Eu não tive a mesma sorte...os meus pais não me deixavam ir a lado nenhum (" só depois de casada" diziam eles). E de facto só agora é que estou a redescobrir coisas novas, cá dentro e lá fora. Mais vale tarde do que nunca...mas essa sensação de dormirnum lado e acordar noutro...acho difícil acontecer agora com a minha família constituída...só se adormecer no carro ao lado do condutor...

    E já agora que falamos de Blogagens...Para te por a par, a próxima blogagem da aldeia começa dia 10 de Setembro e o tema é sobre vinhos e Vinhas. Se o tema te diz alguma coisa, não te esqueças de enviar a tua participação até dia 8 para aminhaldeia@sapo.pt

    Desejo-te um bom regresso e um doce Setembro.

    Bjs Susana

    ResponderEliminar
  10. Ficou muito legal.
    Cada um tem seu jeito de expressar os seus sentimentos e e momentos.
    É isso dai..
    Estou também participando desse momento coletivo do Murilo.
    http://sandrarandrade7.blogspot.com/
    Sandra

    ResponderEliminar
  11. Acordo sempre noutro lugar e, por vezes, noutro tempo.
    Adormeço na sombra, acordo sob um sol radioso. Mesmo que chova.
    Quando a escuridão triunfa e o cansaço ainda oprime os pés, a cabeça e o coração, começa o renascimento: a noite acompanha-me na viagem pelo fantástico caminho do nascer de novo.
    A calma, a solidão bem sorvida, inspirada até ao mais profundo da alma, faz renascer o mundo todo dentro do meu peito.
    Mil quilómetros mais tarde acordo numa estação bem mais radiosa; um novo dia é um mundo inteiro para ser conquistado. Quase uma nova vida.
    Viajar é um estado de espírito; é um caminho solitário mas feliz, melancólico mas regenerador que percorro de mim até mim; do luar até ao sol; da morte de ontem ao nascer de novo.
    Tudo isto para dizer que adoro viajar. E, ao fim de quarenta e tal anos, descobri que as mais fantásticas viagens se fazem no interior da alma. E a noite é o melhor combóio que me leva, sempre, a acordar num lugar mais feliz.

    ResponderEliminar
  12. Olá Susana
    Obrigada pelo teu comentário. É sempre altura de viajar, de uma maneira ou de outra, de mochila às costas ou com a família, de forma mais tradicional. O que é importante é abrir os braços ao mundo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Manel
    Adorei o teu texto, tão bonito e sensível, acho que devias participar na blogagem.
    Eu acho que tens razão quando dizes que viajar é um estado de espírito: há os que se fartam de andar e não descobrem nada de novo debaixo do sol. Também há os que não precisam de se deslocar para descobrir mundos infinitos. Há os que percorrem mundos dentro de si.
    Obrigada pelas tuas palavras.

    ResponderEliminar
  14. gosto das diversidade de textos no coletivo, e o seu muito criativo.bela participação!!

    ResponderEliminar
  15. Sempre em sonho desperto em outro canto... E tem sido assim sempre.
    É bom!
    E vir aqui tb é bom.
    Bjsss

    ResponderEliminar
  16. Teresa
    Como sempre, as tuas viagens levam-nos por caminhos de surpresa e a maneira como vês as coisas fazem-nos pensar.
    Por acaso, o "interrail" sempre foi um sonho para mim, mas nunca tive sorte em convencer os meus pais. Achavam que era adormecer em muitos sítios e acordar em muitos outros diferentes... Coitados, mal sabiam eles as andanças em que a filha ainda se iria meter...
    Gostei muito do teu texto.
    Um beijinho
    Romicas

    ResponderEliminar
  17. Romicas
    Pois, os pais acham são sempre super-protectores, então nessa época nem se fala. Mas hoje vingas-te, não é?
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. esta é uma viagem gostosa. Dormir num comboio é muito bom com aquele leve chacoalhar, e acordar em outro lugar para ser conhecido e desbravado é melhor ainda.
    Viajei um pouco junto.
    Beijos

    ResponderEliminar
  19. Adorei ir com você neste coletivo!
    Parabéns pela participação...
    beijinhosss

    ResponderEliminar
  20. Ah, Tereza, seu post me fez voltar no tempo! Quando adolescente também fiz uma viagem de trem pela Europa, presente de meus pais pelos meus 18 anos. Imagine o deslumbramento da brasileira aqui, dormindo e despertando nos mais diferentes lugares do Velho Mundo! =)Beijos!

    ResponderEliminar
  21. Angela, Andreia
    Já passei nos vossos blogues para agradecer a visita. E voltem sempre.
    Bjs

    ResponderEliminar
  22. Ana Paula
    Que prazer voltar a ter notícias suas!
    Beijinho

    ResponderEliminar