domingo, 2 de junho de 2013

Coração em Post-its

Hoje em dia, no amor como em todos os outros domínios da vida, é tudo rápido. Ama-se e desama-se com muita facilidade. As curtes duram o tempo de uma noite, ou nem tanto. Declara-se uma paixão no facebook, acaba-se uma relação da mesma forma.
Mas o amor é o amor, o sentimento mais forte e mais espantoso que move os seres humanos e os faz ter as atitudes mais inesperadas. Neste fim de semana, quando saí de casa, deparei com um carro todo enfeitado de post-its de várias cores. Claramente, havia ali vários bloquinhos e, reparei depois, o trabalho de várias horas. Cada folhinha tinha uma frase, uma só: "Amo-te!" Algumas folhas tinham o desenho de um coração. Mas o que ali dava nas vistas era o grito, repetido em todas as partes daquele velho Renault : Amo-te! Amo-te! Amo-te!
Achei muita piada àquele grito de amor! Nesta época de amores rápidos, é bonito encontrar alguém que se expõe e perde tempo para dizer que ama outro alguém. 
Não sei quem era o ou a destinatária daquela declaração (seria alguém do meu prédio?), mas espero que tenha, pelo menos, sorrido e acarinhado quem põe assim o seu coração em público, em post-its!



10 comentários:

  1. Que ideia tão ternurenta!!!
    Espero que o receptor tenha gostado.
    xx

    ResponderEliminar
  2. Não me importava nada de ser eu :) Nunca tive essas coisinhas escritas de que gosto tanto :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai sugerindo, Fátima! Assim como quem não quer a coisa...
      Bjs

      Eliminar
  3. Bonito é mas vai dar cá uma trabalheira a "descolar" tanto amor! :-))

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. É muito bom quando descolar o amor se torna impossível !

    Uma ideia de alguém jovem.

    Achei graça.

    Um beijo, Teresa.

    ResponderEliminar
  5. Já vi isso para uma despedida de solteira. Resta saber se quem o fez foi num sopro de amor que se desvanecerá daqui a uns tempos

    ResponderEliminar
  6. Miguel Ângelo Fernandes4 de junho de 2013 às 22:45

    Mais bonito que pintar a viatura com os dizeres TRAIDOR... e ainda por cima "acertar" no carro ao lado... como no anúncio de uma conhecida marca de automóveis...

    ResponderEliminar
  7. Há sempre alguém que se recusa a seguir o ritmo do amor fastfood. Ainda bem!

    ResponderEliminar
  8. O amor precisa, de tempos a tempos, ser manifestado por algo mais do que a efectivação real dos sentimentos.
    Quer por palavras, quer por originalidades como esta.
    Ainda ontem, na minha rotina diária no Skipe, com a pessoa que amo e está longe, e aproveitando ter visto um filme que me impressionou e que comentava para ele, me vi, sem saber como, a fazer-lhe uma declaraçãi de amor, como se fosse a primeira vez...e já lá vão mais de sete anos...

    ResponderEliminar