sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Um continente de lixo

Não sei porque é que, esta semana, me deu para escrever sobre lixo. Mas, lá que há coincidências, há! Tinha eu colocado aqui o poema do post anterior, quando li uma notícia arrepiante. E parece que já não é novidade, eu é que andava distraída! 
Vamos aos factos. Todos sabemos que se produzem diariamente toneladas de lixo, muito dele dificilmente degradável. Uma grande quantidade desse lixo vai parar ao mar e, devido às correntes marítimas, junta-se numa espécie de continente feito de lixo, principalmente plásticos, algures entre a Califórnia e o Japão. Esta ilha gigantesca vai alterando a sua localização e as suas dimensões, mas calcula-se que ocupe entre 1,7 e 3,4 milhões de quilómetros quadrados, o que significa uma área 18 a 37 vezes maior do que Portugal. 
Que continente intrigante! Será que é habitado? Será que as gaivotas e as tainhas o adotaram como lar? Qual será a sua cor dominante? Com sorte, pode vir a ser considerado uma instalação artística? Agora a sério, enquanto a nossa Curiosity nos vai mostrando outros planetas, é bom que nos lembremos que, para já, só temos um mundo. Convém que cuidemos dele!

9 comentários:

  1. Nisso, estou completamente de acordo... Vivemos a olhar para a Lua e para o espaço e não ligamos nenhuma ao que se passa aqui ao lado... Esta semana encontrei a seguinte frase no facebook: Salvem a Terra! É o único sítio onde se produz vinho! =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fantástico! Só por isso, já era importante salvá-la! :)
      Bjs

      Eliminar
  2. Precisamos tratar bem do NOSSO,que pede urgência e respeito!!beijos,lindo fds!chica

    ResponderEliminar
  3. Esta passou-me ao lado!
    Que coisa horrível!

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Olha, também nem sabia da existência dessa lixeira. Devemos andar todos muito distraídos, ou, se calhar, não há suficientes alertas nos noticiários para, pelo menos, tentar diminuir esta catástrofe...

    Beijocas!

    ResponderEliminar

  5. Arrepiante! E toda a gente parece esquecida desta realidade. Um pouco de consciência ao produzirmos o nosso lixo seria o ideal. Podemos pensar que não fará diferença mas por algum lado havemos de começar...
    Excelente alerta. Na verdade, só temos este mundo...não o esqueçamos.

    Bom fim de semana.

    Bjs

    Olinda

    ResponderEliminar
  6. Há já tempo que conhecia esse continente lixeiral.

    O pior é que aqui em Portugal também o lixo, embora de outra espécie, nos vai afogando...

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Aqui em Portugal, o tratamento do lixo e a reciclagem têm feito um grande caminho nos últimos anos. O problema é que isto não acentece nos países em desenvolvimento, e o planeta é só um...

    ResponderEliminar
  8. Infelizmente, em relação ao desenvolvimento sustentável, o que os governos de todos os países têm feito, é empurrar o problema com a barriga. Ou, por outras palavras... varrer o lixo para debaixo do tapete.

    ResponderEliminar