terça-feira, 7 de abril de 2009

Hoje apetece-me poesia

Descobri, há pouco tempo, Carlos Drumond de Andrade. Não resisto a partilhar.

"Princípio e fim

Nascem versos em nós como se de ervas
surgissem florestas.
Noite ou manhã, que importa, só
conta para a vida haver navios
cavando as suas ondas té ao fundo...

Todas as horas são manhã para quem vai
consigo sem ir só
até ao fim do mundo."

(Simples Canções da Terra - 1949)

Sem comentários:

Enviar um comentário