quinta-feira, 5 de abril de 2012

Slowdown!

Às vezes, há comentários que merecem transformar-se num post! É o que acontece com este comentário à questão do Slow Blog, que acaba por transformar-se numa verdadeira apologia do Vagar! 
Então, boa Páscoa! Com muita calma!
(A Música é para acompanhar a leitura do texto!)


"A ideia é porreira mas pouco original... ainda que não aplicada à cena de “blogar” ou “postar” (termos aliás pouco simpáticos para com a nossa lusa linguagem)...

Refiro-me por exemplo aos slows do tempo dos liceus... o que eu gostava mesmo era dos slows, era capaz de dançar os 7 min e 45 seg do “Us and Them” sem tirar os pés do chão, nem sair de um círculo de 50 cm... qual shake qual quê! slows era que era bom...
Mas há mais, sobretudo o conceito slowdown (não, não me refiro ao bar em Omaha no coração dos States)... mas ao conceito bastante importante nos dias de hoje... tipo...
- Esta blogueira (passo a expressão) está a irritar-me, vou-me aos comentários que a deixo toda negra...
Slowdown, pá... tem calma onde é que vais com essa pressa toda?... cuidado qu’ainda te metes em trabalhos... não vês que te pode atiçar os cães?
... ‘tás a ver?...
Quem explica bem a cena é o “International Institute of Not Doing Much”... cuja filosofia venho perseguindo desde há anos sem ter grande consciência do facto, e nem sei se me hei-de orgulhar disso ou não... “...We shall defend our state of calm, whatever the cost may be...”
Para perceber o conceito basta pensar na performance da lusa Economia... um verdadeiro slowdown a fazer as invejas da Luz de Luma...
Mas nada de confundir com greves de braços de caídos ou de zelo... o verdadeiro “slowdownista” não se dá ao trabalho de activamente reduzir a actividade, isso é na essência uma traição ao próprio conceito... há que adoptar a postura de forma realmente lasciva e tranquila, senão não vale...
A questão central pode residir no facto de, com tanta oferta não cheguemos a atingir nada... afinal ”Do Less. Get More Done”... atenção que não estou a implicar com ninguém que consiga fazer 300 coisas ao mesmo tempo... mas apenas a enaltecer o “The power of Less”...
Estou aliás a pensar lançar o conceito de slow sex, que tenho a certeza vai ter muitos adeptos... prática que não deve ser confundida com as propostas de Nicole Daedone...
Agora a sério... para escrever este comentário demorei três dias... enfim fiz outras coisas... pelo menos umas 9 refeições...
Beijinhos e abraços... devagarinho! "

                                                                                   ( Miguel Fernandes )

12 comentários:

  1. Tens toda a razão e vem dar também razão à minha teoria que são os comentários que complementam muitas vezes as postagens.

    ResponderEliminar
  2. Teresa,

    Na voragem dos twitters e até dos facebooks, a blogosfera ainda se pode "comportar" um pouco melhor no que toca à mensagem, por mais simples que seja, que tenhamos para dizer. Por isso, o SlowBlog parece-me tão fútil e um tão grande desperdício quanto ler calmamente um livro como quem o saboreia e entrea na história e não como quem o despacha!

    Ou como este comentário transformado num post, como refere, porque há comentários que são, de facto, verdadeiros posts e não últimos lugares de fila na blogosfera.

    Um beijo amigo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daniel, infelizmente até as prateleiras das livrarias estão cheias de livros de leitura rápida e pouco substancial. Mas a escolha, em última análise, é sempre nossa, não é?
      Beijinho.

      Eliminar
  3. Saboreado com o andamento adequado. :) Toda a razão. Boa e calma Páscoa! beijo

    ResponderEliminar
  4. "Escrevo-vos uma longa carta porque não tenho tempo de a escrever breve." (Voltaire)

    Boa Páscoa!

    ResponderEliminar
  5. rrrsss rrss Aquilo não era dança : era "música de constituir família", segundo a designação da minha geração, rrss

    Foi bom recordar Pink Floyd

    Um Páscoa serena e de renovação desejo

    ResponderEliminar
  6. Miguel Ângelo Fernandes5 de abril de 2012 às 22:45

    Até corei... mas devagar!
    Aqui te dedico uma música que gosto muito... quase tanto como o "Us and Them", da última criação de "Mothers of Invention"
    sofa n.º 1...

    ResponderEliminar
  7. Sou totalmente apologista do Slow mouvement, embora discorde do conceito aplicado a uma ou outra área. Dede pequenino que me ensinaram que depressa e bem há pouco quem...

    ResponderEliminar
  8. Pois!...Lá volto eu ao mesmo!
    Sou lenta e nada profunda...:-))
    Quanto à dança e à música...gosto!

    Abraço e boa Páscoa

    ResponderEliminar
  9. Ahahah! Mas alguém gosta de namorar à pressa?! Então despachemos lá a música e toca andar? E devo dizer que bem gosto da que escolheste, tanto que já passei aqui várias vezes e fiquei-me a ouvi-la. Enfim, mas não para lançar o comentário 3 dias depois, está claro... :)))

    E devo dizer que também concordo com essa máxima do "Do Less. Get More Done". Mas a isso também se pode chamar organização, não?

    Beijocas! E boas músicas... :D

    ResponderEliminar
  10. Já que estamos todos de acordo, desejo uma Páscoa muito calma e serena a quem aqui passar!
    Bjs

    ResponderEliminar