sábado, 28 de abril de 2012

Manhã de chuva

Chove. Troveja. Uma manhã de sábado triste e cinzenta. A rua está deserta de gente, coberta por cortinas de água. Depois de um inverno seco, chegou uma primavera invernosa. Sinto-me cinzenta como o tempo. 
Sim, eu sei que a chuva faz muita falta, nos campos, nas barragens. Os criadores de gado e agricultores têm razões para estarem satisfeitos. Os animais precisam de pastagens. E, se não chover, haverá mais um pretexto para nos aumentarem o preço da eletricidade. Mas, o que hei-de fazer? Eu trabalho a baterias solares e não gosto de dias de chuva.
Aqui fica "This One's from the Heart", uma belíssima interpretação de Tom Waits e Crystal Gayle, que condiz com a minha disposição e o tempo lá fora. Faz parte da banda sonora do filme com o mesmo nome, realizado por Francis Ford Coppola em 1982. Um filme intimista, que pode ser uma boa sugestão para uma tarde de chuva.

18 comentários:

  1. Vejo aqui ao lado que gostas de ler à lareira quando chove lá fora...outra forma de ocupar a tarde! :-)
    Aqui a lareira tem estado acesa quase dia sim, dia sim...
    Só que eu tenho que ir para o ensaio do coro durante toda a tarde!
    Este é um dos laços que me enreda mas "quem canta seus males espanta"! :-))

    Abraço e obrigada pela música

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há sempre coisas giras para fazer, com chuva ou com sol. É preciso é ter disposição!
      Bjs

      Eliminar
  2. Também não gosto de muita chuva. Preciso de luz. Lindo vídeo! beijos,ótimo fim de semana,chica

    ResponderEliminar
  3. Hoje até me soube bem ficar na cama até mais tarde a ouvir a ventania e os trovões! espero é que o cinzentão dos dias não se prolongue por muito mais...
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Vocês tiveram azar por aí... aqui esteve um dia de sol :) Mas esses dias como descreves são óptimos para ler, reler, ou rever um bom filme. :)beijo

    ResponderEliminar
  5. A Cristas andou a pedi-las... por mim chovia só de noite.
    :)

    ResponderEliminar
  6. Eu não desgosto da chuva, desde que a ela não seja exposto, heheh...

    ResponderEliminar
  7. Oi Teresa
    Tem dias que gosto bem de uma chuvinha principalmente se nao tenho que sair .Nosso Outono tem sido bem quente , então algumas tardes vem aquela chuva ainda de verão, bem boas pra refrescar a noite.
    As estações estao meio embaralhadas nao é rs
    Uma boa semana Teresa, sem chuvas ok?
    abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós tivemos um inverno quente e seco. Agora chega a chuva, quando já não apetece, para embaralhar a primavera.
      Boa semana Lis.
      Bjs

      Eliminar
  8. Gostei muito mais da música do que do filme, que vi na época! E é sempre um prazer ouvi-la de novo... :)

    Também prefiro carregar baterias ao sol, que a energia aumenta exponencialmente! Se comparada com os dias cinzentos e chuvosos... ;)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  9. Boa música. Realmente o tempo anda todo trocado em resultado das constantes agressões da humanidade contra a Natureza. É o preço do progresso. :(

    ResponderEliminar
  10. Quando hoje, ao final da manhã, regressei a Lisboa, esperava encontrar o céu azul e uma temperatura amena mas, para minha surpresa, estava um dia cinzento e triste que me deixou logo deprimido. Pior fiquei, depois de ver as tristes cenas dos tugas na corrida ao Pingo Doce. Bem, mas sobre isso escreverei amanhã...

    ResponderEliminar
  11. Detesto chuva; e as minhas motas também. Aliás, nenhum de nós sente uma especial vocação para viajar sob estes crónicos temporais. Vade retro chuva. O sol que não tarde. E venha depressa, por favor!

    ResponderEliminar