segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Goodbye Lenin


As férias também servem para pôr em ordem as leituras que não tivemos tempo de fazer ou os filmes que não tivemos tempo de ver. Para os filmes com mais razão ainda, já que eles são exibidos ao contrário do nosso ritmo normal de vida. Isto é, os filmes bons são, geralmente, exibidos no inverno, especialmente entre Janeiro e Março, antes da entrega dos Óscares. Mas, pelo menos para mim que sou professora, essa altura do ano é de muito trabalho, com projectos a desenvolver e trabalho acumulado que, muitas vezes, extravasa para o fim-de-semana. Não consigo ir ao cinema tanto quanto gostaria e fico sempre com filmes em atraso. Pelo contrário, no Verão, quando temos algum tempo livre, é raro encontrar um filme bom em exibição. É então altura de repescar os filmes que não houve tempo para ver. Foi o caso de Goodbye Lenin!
Filme alemão de 2003, realizado por Wolfgang Becker, a acção desenrola-se na antiga Alemanha de Leste, entre os finais dos anos 80 e o início dos anos 90, isto é, retrata o período de contestação e decadência do regime comunista da RDA, depois a queda do Muro de Berlim, até à unificação alemã. É todo um processo de mutação económica, social mas também das mentalidades, que se opera na Alemanha dessa época.
A mudança dá-se em todo o país, menos num pequeno apartamento de Berlim onde Alex constrói uma encenação de um país ainda sob regime comunista para evitar emoções fatais à mãe, recém-saída de um ataque cardíaco e de uma situação de coma. A encenação de Alex torna-se cada vez mais complexa, até acabar por se tornar, talvez, no retrato do país onde Alex gostaria de viver. É uma comédia que pode ser vista como um filme histórico. Ou é um filme histórico disfarçado de comédia. Seja como for, é um excelente filme, que nos faz sorrir e reflectir.



4 comentários:

  1. Me pareceu um ótimo filme, fiquei curiosa!

    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. É um ótimo filme, trabalha a idéia de construção da memória,de uma forma bacana....


    Shisuii

    ResponderEliminar
  3. Olá Marília
    Eu gostei muito do filme, andava há que tempos para o ver. Se puder, não perca. Depois diga-me o que achou.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Shisuii
    Trabalha mesmo as nossas memórias e construções colectivas, é muito interessante.

    ResponderEliminar