quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Gripe!

Pois é, tenho a  mania que sou uma mulher forte, que sou eu que determino o que me acontece, que sou o agente do meu próprio destino. Mas, de vez em quando, aí está a Natureza a mostrar quem verdadeiramente manda. 
Algures, no final da semana passada, um vírus, silencioso e dissimulado, instalou-se no meu organismo. Começou a enviar pequenos sinais, um ligeiro mau-estar, uma cabeça pesada. A partir de domingo à noite, instalou-se a gripe, daquelas à antiga portuguesa, com todo o seu cortejo de sintomas desagradáveis: uma febre persistente, dores em todos os ossos, músculos, articulações, mesmo aqueles que eu não desconfiava que tinha, ataques intermináveis de tosse!... Há anos que não me lembro de ter uma gripe assim! Por mais que quisesse, o corpo não obedecia ao espírito, também ele bastante nublado!
Só me apetece enrolar sobre mim própria, como os gatos, e ficar sossegadinha à espera que passe o mau tempo.
Então, senhora que tem a mania que é forte, afinal quem é que manda?

11 comentários:

  1. Muitas vezes não queremos nos render...Que fiques bem! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Ai, Teresinha...
    isso não é nada!! Eu tb tinha essa mania, sabes. Agora, desde que o bicharoco se instalou, o meu sistema imunitário parace q entrou em greve, então as gripes e coisas afins são umas atrás das outras. Já nem sei o que é respirar pela nariz. Pareço um peixe, sempre de boca aberta!!
    Bjs e as melhoras!!

    ResponderEliminar
  3. Atchim! vou sair correndo...as melhoras
    Beijinhos á distãncia

    ResponderEliminar
  4. Pois é, a gripe às vezes também nos toca à porta, quer queiramos (?) ou não!

    As melhoras para ti e beijocas!

    ResponderEliminar
  5. Espero que já estejas melhor...
    Olha que estamos no tempo dela! Embora pareça que as pessoas se esquecem que estamos no Inverno... É inverno, minha gente!!! Frio, chuva, vento... vamos a andar agasalhados...
    Bjs e as melhoras, comadre.
    Romicas

    ResponderEliminar
  6. Teresa,

    O melhor é começar atempadamente e de futuro, a acautelar-se com a vacinhazinha.

    O que isso quer é cama e muita transpiração!... é desagradável, mas quanto mais transpirar, mais depressa regressa o alívio da cura.

    Desejo-lhe boas melhoras

    César

    ResponderEliminar
  7. Teresa,

    Se bem reparou, acabei de inventar no comentário anterior, um produto que não sei para que é que serve! O que eu deveria ter escrito, era: vacinazinha.

    Estava com as mãos untadas de óleo de linhaça, e os dedos deixaram escorregar um "h" e ficou «vacinhazinha»!!

    Que horror, não fazer uma revisão antes de as palavras serem engolidas na espiral da pré-análise!

    Boa continuação
    César

    ResponderEliminar
  8. César
    Não se preocupe, que eu percebi!

    Obrigada a todos!

    ResponderEliminar
  9. Pois é, às vezes não há força que resista. As melhoras rápidas.

    ResponderEliminar
  10. São coisas que todos nós já sentimos, mas que estranhamos sempre.
    Espero que estejas recuperada, pois essas gripes, mesmo que fortes e desagradáveis, são passageiras.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  11. Tive também um visita dessas no Natal :-( e o pior é que não nos podemos "enrolar" como sugere há sempre tanto para fazer.

    beijinhos e as melhoras

    ResponderEliminar