segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Bolas de Berlim




No meu post anterior, fizeram grande sucesso as bolas de Berlim! Nada que me tenha surpreendido, porque são verdadeiramente deliciosas, e marcam a banda sonora das nossas praias e, portanto, do nosso verão. No entanto, há pessoas que não sabem o que são bolas de Berlim. Pensando especialmente na Chica e na Lis, vou tentar explicar.
A bola de berlim ou sonho é um bolo tradicional semelhante à Berliner alemã. Ao contrário desta, normalmente recheada com doces vermelhos (morango, framboesa, etc.), é recheada com um doce amarelo chamado creme pasteleiro. O recheio é colocado através de um golpe lateral, sendo sempre visível.
As bolas de Berlim são fritas e polvilhadas com açúcar, antes de serem recheadas com o creme pasteleiro. As suas congéneres alemãs têm um diâmetro um pouco menor e são normalmente polvilhadas com açúcar mais fino.
Em Portugal, criou-se o hábito de vender bolas de Berlim nas praias, do norte ao sul, das praias mais famosas às mais esquecidas. Toda a gente aprecia uma bela bola de Berlim, depois do banho de mar, quando chega a hora de preguiçar na toalha. E os vendedores, que caminham quilómetros debaixo de sol para nos venderem estes pequenos prazeres, ainda nos presenteiam com os seus pregões, às vezes bem criativos e musicais.
Em homenagem à Chica e à Lis, apresento-vos um pregão cantado num português bem brasileiro!
Deliciem-se!


domingo, 19 de setembro de 2010

Acabaram as férias!

Após dois meses de ausência, e tal como prometi, aqui estou de novo a rabiscar algumas palavras e a partilhar com todos os que me lêem impressões e sensações que, por alguma razão, me tocaram.
Quero começar por agradecer a todos os que me foram continuando a visitar. Muitos deixaram, tanto nos comentários do blogue como no e-mail, mensagens carinhosas que me incentivaram a voltar. A todos agradeço do fundo do coração.  
Entretanto, o Verão passou. Foi um Verão marcado pela amizade: revi velhos amigos, fiz novos, fortaleci laços com os amigos de sempre. E, mais uma vez, concluí que a amizade é uma das pedras que nos sustém, nos nossos caminhos por vezes atribulados.
Mas, Verão é Verão. E quando acaba, e olho para trás, tenho de recordar com nostalgia algumas coisas que podem parecer frívolas e superficiais mas, ao fim e ao cabo, constroem as férias:
- A praia! Já não me lembro de um ano com uma água tão magnífica, mesmo no Algarve.
- As caipirinhas! Ai que bem sabem, numa esplanada, nas noites cálidas!
- As músicas do meu tempo! De repente, a música dos anos 70 / 80 / 90 invadiu as rádios, as discotecas e todas as beach-parties. Toda a gente da minha geração já sabia que aquela música era boa, mas agora o resto da população está também a descobrir!
- As bolinhas de Berlim! Fazem parte da praia. E sabem divinamente, quando saimos do banho, ainda frescos da água do mar. E termino esta invocação com elas porque sei que, durante o ano, quando me lembrar da praia, é o pregão dos vendedores de bolas de Berlim que me virá à memória, a recordar os dias de calor e lazer!


"Olhá bolinha de Berlim!"